Amlurb, Loga e Sustentare – Quem são e o que fazem?

0 275

A Amlurb (Autoridade Municipal de Limpeza Urbana) é responsável pela administração da zeladoria da cidade, administrando os serviços realizados por empresas prestadoras que totalizam 8 contratos distintos. Dentre os serviços prestados pelas empresas estão os serviços de: limpeza, varrição das vias, instalação de lixeiras, coleta de entulho, desobstrução de bueiros, pinturas de guias, lavagem de monumentos, operação dos Ecopontos e Pátios de Compostagens, etc. Atualmente duas empresas realizam a coleta domiciliar na cidade: Loga e Ecourbis. Todos os contratos de coleta domiciliar e limpeza pública, podem ser visualizados aqui.

  • A empresa Loga (Logística Ambiental de São Paulo) presta os serviços para as subprefeituras: Butantã, Casa Verde, Freguesia do Ó, Jaçanã/Tremembé, Lapa, Mooca, Penha, Perus, Pinheiros, Pirituba/Jaraguá, Santana/Tucuruvi, Vila Maria/Vila Guilherme e Sé.
  • A empresa Ecourbis (EcoUrbis Ambiental) atende as subprefeituras: Aricanduva / Formosa, Campo Limpo, Capela do Socorro, Cidade Ademar, Cidade Tiradentes, Ermelino Matarazzo, Guaianases, Ipiranga, Itaim Paulista, Itaquera, Jabaquara, M’Boi Mirim, Parelheiros, Santo Amaro, São Mateus, São Miguel, Vila Mariana e Vila Prudente.

Conforme descrito acima, a AMLURB possui muitos contratos que carecem de transparência e clareza para com o munícipe, deixa notória a falta de pesquisa e cognição exauriente. Observe um exemplo prático para quem reside no centro de São Paulo. A subprefeitura da Sé é responsável pela administração pública de oito distritos: República, Santa Cecília (Campos Elíseos, Santa Cecília e Barra Funda), Bela Vista, Bom Retiro, Cambuci, Consolação, Liberdade e Sé. Para esclarecer, o distrito da Santa Cecília engloba os bairros Campos Elíseos, Santa Cecilia e Barra Funda e vale ressaltar que um distrito pode compreender um ou mais bairros.

Para esclarecer a hierarquia e os responsáveis pela realização dos trabalhos de coleta e limpeza, sobre os serviços realizados nos distritos da Subprefeitura Sé:

  • AMLURB (Autoridade Municipal que administra serviços de zeladoria em toda a Capital);
  • LOGA – Empresa que realiza a coleta domiciliar comum e seletiva;
  • SUSTENTARE – Empresa que realiza a varrição, lavagem das vias públicas, remoção de entulho, limpeza de bueiro, limpeza de monumentos, etc.

Abaixo descrevemos todos os serviços prestados pela empresa SUSTENTARE. O valor do contrato mensal da SUSTENTARE são exatos R$ 12.772.277,42 (doze milhões, setecentos e setenta e dois mil, duzentos e setenta e sete reais e quarenta e dois centavos) e esses dados estão discriminados no contrato:

  • Lavagem especial de equipamentos públicos;
  • Limpeza e conservação de monumentos públicos;
  • Varrição manual e mecanizada de vias e logradouros públicos;
  • Varrição de vias publicas durante e pós feiras-livres;
  • Lavagem e desinfecção de vias publicas pós feiras-livres;
  • Coleta seletiva e transporte de resíduos sólidos orgânicos de feiras livres;
  • Coleta e transporte de resíduos sólidos de varrição;
  • Limpeza e desobstrução de bueiros, bocas de lobo e bocas de leão;
  • Raspagem de terra e areia nas sarjetas; Capina9ao de vias e logradouros públicos;
  • Pintura de meio fio, postes, muros e demais elementos;
  • Coleta programada e transporte de resíduos volumosos e entulhos;
  • Limpeza de áreas externas e internas de núcleos habitacionais de difícil acesso (assentamento urbano informal);
  • Remoção de animais mortos de proprietários não identificados em vias e logradouros públicos;
  • Remoção de faixas e propagandas irregulares de postes, muros e demais elementos e pintura dos mesmos;
  • Coleta e transporte de entulho e grandes objetos depositados irregularmente nas vias, logradouros e áreas publicas;
  • Fornecimento, instalação e reposição de papeleiras e outros equipamentos de recepção de resíduos;
  • Operação e manutenção dos ecopontos;
  • Remoção e transporte de resíduos;
  • Operação, manutenção e monitoramento de pátios de compostagem de resíduos sólidos e orgânicos de feiras-livres.

O contrato da empresa Loga é Bilionário, no valor de R$ 4.797.388.512,00 (quatro bilhões, setecentos e noventa e sete milhões, trezentos e oitenta e oito mil e quinhentos e doze reais), período de 240 meses, contrato este firmado no dia 13 de outubro de 2004. Contratos milionários requer uma atenção especial, tendo em vista que pagamos por esses serviços e por isso é justo um serviço realizado com excelência. A cobrança dos munícipes é de vital importância.

Para registrar reclamação contra a empresa Loga sobre serviços prestados e solicitados no SP156, siga esse procedimento. Todas as reclamações devem ser direcionadas aos Vereadores, Ouvidoria Geral do Município e Ministério Público.

É possível entrar em contato com a AMLURB através dos contatos abaixo para esclarecimentos e dúvidas. Denúncias e reclamações são registradas pelo portal SP156 ou Ouvidoria Geral do Munícipio detalhando bem o problema e informando o protocolo ou anexando ofícios.

O que acontece com o Lixo Reciclável?

O Ajuda SP Centro entrou em contato com a AMLURB para informar sobre a Coleta Comum e Seletiva.

Perguntamos a Amlurb: Entre Janeiro/2020 a Dez/2020, quantas toneladas de lixo foram coletados na Subprefeitura da Sé.
A pesagem da tabela refere-se a todos os bairros que a Subprefeitura atua, ou seja, em 8 distritos. Veja a tabela enviada pela Amlurb informando a quantidade de lixo coletado mensalmente.Perguntamos a Amlurb: O dinheiro do lixo reciclável é repassado a Prefeitura?
A coleta seletiva pelas empresas responsáveis por esta coleta na cidade de São Paulo (Loga e Ecourbis) é doado para 26 cooperativas e 2 Centrais Mecanizadas de Triagem (CMTs), que estão distribuídas em diversos pontos da cidade. A partir disto, as cooperativas e as CMTs realizam a triagem destes resíduos e comercializam os materiais recicláveis.

De acordo as diretrizes da resolução 109/AMLURB/2017, o dinheiro da venda dos recicláveis deve ser destinado para o Fundo das Centrais de Triagem Mecanizadas – onde 50% do lucro das vendas deve retornar para as cooperativas habilitadas, através do custeio das despesas com manutenção e com a operação de triagem, equipamentos, espaço físico e veículos. O restante do fundo deve ser destinado para investimento em capacitação profissional e auxílio aos cooperados. As informações estão discriminadas no site da prefeitura.

Perguntamos a Amlurb: Em 2020 houve um aumento na coleta domiciliar de lixo comum e seletiva com relação aos anos anteriores?

Somente em 2019 foi recolhido cerca de 80,4 mil toneladas de materiais recicláveis, o que representa um aumento de 4,6% em relação ao mesmo período de 2018, quando foram coletadas 76,9 mil toneladas.

  • Em 2020 foi registrado um aumento significativo de coleta seletiva, com relação ao ano de 2019 o aumento foi de 17,4%. De acordo com os dados da prefeitura, estima-se que o expressivo aumento na coleta de recicláveis está associada a pandemia. Algumas dessas estatísticas encontram-se disponíveis no site da prefeitura.

Houve um crescimento mínimo com a coleta de lixo comum dado a estimativa de crescimento populacional na capital. Veja abaixo a tabela com as informações dos anos de 2016 a 2020 de toda Capital:

Perguntamos a Amlurb: Entre todos os bairros da Capital, qual deles tem a maior coleta de lixo comum e reciclável?
A Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (AMLURB), informa que não possuem a informação da quantidade de lixo coletado nos bairros paulistanos, uma vez que a logística dos caminhões de coleta é realizada por subprefeitura, ou seja, um caminhão pode circular por vários bairros dentro de uma mesma subprefeitura. Contudo temos a quantidade de lixo coletado mensalmente de cada subprefeitura. 

E quem pensou que a região central de São Paulo lidera o ranking de lixo coletado na cidade está enganado(a). Veja a resposta da Amlurb:

Informamos que a subprefeitura da Vila Mariana é a que possui a maior quantidade de resíduos da coleta seletiva recolhidos em 2020, a subprefeitura do Campo Limpo é a que possui a maior quantidade de resíduos da coleta domiciliar comum recolhidos em 2020.  Somando a coleta domiciliar comum + coleta seletiva recolhidos em 2020, a subprefeitura do Campo Limpo é a que possui a maior quantidade de resíduos coletados.

Veja abaixo a tabela com os dados das coletas no ano de 2020, disponibilizado pela AMLURB:

Os números parecem baixos mas tem um motivo

Os números apresentados acima pela Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (AMLURB) parecem baixos, mas não são. Os números do Campo Limpo por exemplo, a coleta anual é superior a Duzentos Mil Toneladas de lixo de coleta domiciliar. Outro fator que deve-se levar em consideração é a pesagem de ecopontos, varrição, entulhos e resíduos retirados da boca de lobos, e são números surpreendentes.

As informações abaixo referem-se aos Ecopontos. No decorrer dos anos houve um crescente aumento positivo para a cidade. Em 2020 houve inauguração de 11 novos ecopontos na cidade.
Pesagem dos ecopontos por Mês e Ano

Na tabela abaixo refere-se a Varrição em toda a cidade. Diferente da tabela de Ecopontos onde há um crescimento no decorrer dos anos, no serviço de varrição diminui. Poderia ser positivo se não houvesse um expressivo crescimento nos pontos viciados de lixo em toda a cidade. Segundo o site da Prefeitura esses números devem-se: “a diminuição de pontos viciados, crescimento na adesão dos Ecopontos e das constantes ações de educação ambiental em que a Prefeitura vem investindo. Em 2020 estima-se que seja reflexo da diminuição da circulação de pessoas no período da pandemia do COVID-19″.

Para a Prefeitura esse é o resultado, mas para quem vive no centro percebe o crescimento de pontos viciados de lixo. Não precisa de um estudo para isso, basta caminhar e em poucos metros depara-se com montanhas de lixo. 

E em algum momento você imaginou que realizavam pesagem dos resíduos que retiravam das Bocas de Lobo?
Pois bem, a prefeitura também tem esses dados e no ano de 2020 foram retirados mais de 15 toneladas de resíduos das bocas de lobo, uma triste notícia e falta de consciência da população, muitos alagamentos e acidentes poderiam ser evitados em toda capital.

Os números são alarmantes mas claro que o cidadão não precisa de dados ou estatísticas para saber que os serviços carece de melhorias. Ano após ano os pontos viciados o problema do lixo se agrava em SP, transformando principalmente o centro em um verdadeiro lixão. Não há campanhas de conscientização e divulgação na mídia, educando a população.

Tais campanhas funcionam assim como as penalidades, todavia faltam fiscais para atender a demanda da cidade. Mesmo carente de campanhas, bons serviços e fiscalização ainda assim a população não pode fechar os olhos para os problemas. Enquanto não existe um projeto eficiente, abertura de concursos públicos para intensificar a fiscalização para punir infratores e melhorias nos serviços de Zeladoria, a única forma é cobrar a Prefeitura.

Registrem as reclamações no SP156, Ouvidoria, utilize os recursos públicos inclusive Vereadores e trabalhos voluntários como Associações de Moradores do seu bairro. Juntos podemos melhorar nossa cidade.

Ao navegar você concorda que use cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site. AceitarLeia mais